Darwin, Don Juan, Stranger things, Van Gogh, Zuckerberg, Playmobil, Pessoa, Iara, Pepsi, universos paralelos, baratas, batatas e muita água de batata. Tudo cabe na cosmogonia, ou melhor, na batateogonia de Fábio Dobashi. O autor bebe no realismo fantástico e no maravilhoso, apresentando uma linha do tempo irônica e bem-humorada do ser humano: sua origem, em “Batateogonia”, passando pelos indícios de uma Terra plana, com “As aventuras de São Bigolin na Terra Pré-plana”, e chegando aos nossos dias, em “O nariz”, explicitamente inspirado em Nikolai Gogol e nos seriados de TV. Tudo isso sem deixar de mirar o futuro, com “A invasão das bacttrkias fenuczianas”, quando o mundo é assolado por uma unkdermia.

É fácil identificar em Batateogonia e outras histórias elementos de expressões literárias que giram em torno do insólito, que se tornaram conhecidas com escritores como Jorge Luis Borges, Gabriel García Márquez, Julio Cortázar. Um dos principais personagens do livro, o Chico da Pós, por exemplo, vê pistas para seu processo de desnarigação em “O jardim dos caminhos que se bifurcam”, conto de Borges escrito em 1941. A banda de rock interplanetário β¥ĞĞôᴸ¥ᵑo certamente tem inspiração em seres fantásticos como os de Histórias de cronópios e de famas, livro de Cortázar publicado em 1962. Não por acaso. Fábio Dobashi doutorou-se pesquisando a obra de um dos precursores do gênero fantástico moderno no Brasil, o contista mineiro Murilo Rubião, cuja primeira publicação, O ex-mágico, é de 1947.

Outra curiosidade deste livro é que ela traz quatro contos + um. Isso mesmo, há um quinto texto em Batateogonia, “Sonho de uma noite de verão”, acompanhado de um posfácio que justifica sua presença – ao que parece, contrariando o editor com argumentos como o da psicotelecardiomimeografia e o da coautoria de entidades de dimensões espaço-temporais distintas. Depois de muito diálogo, chegou-se a um acordo. Quatro contos + um.

Seja como for, este é desses livros que se leem em poucos e intensos goles, ainda que com parcimônia antes da chegada do fim, quando tudo se transformará em de água de batata.

 

CONTOS

BATATEOGONIA E OUTRAS HISTÓRIAS - Fábio Dobashi

SKU: BAT
R$ 35,00 Preço normal
R$ 30,00Preço promocional
  • Fábio Dobashi é formado em Jornalismo e Letras e tem mestrado e doutorado em Teoria e História Literária. É professor de Literatura na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), em Campo Grande, onde desenvolve um projeto de pesquisa sobre a literatura fantástica, investigando as relações entre o fantástico e outros temas, como o terror, o duplo, o mito, a religião. Publicou seu primeiro livro, O diário de um hemorroidário, em 2016. Batateogonia e outras histórias é seu primeiro livro de contos.

  • 84 páginas

    Tamanho 11 x 19 cm

    1a Edição

    ISBN 978-65-86638-14-1

    Projeto gráfico: Karen Uehara