HISTÓRIA

 

Inclui pacote de arquivos E-pub (Android), Mob (Kindle) e PDF.

 

Caso você não tenha um leitor de e-books (epub), sugerimos a utilização do Google Play Livros, que pode ser baixado aqui

 

A produção deste e-book foi financiada através da Lei Aldir Blanc por meio do Edital Ações de Difusão Cultural da Secretaria de Cultura do município de Bauru.

 

 

 

População armada, banalização da morte, violência de gênero, justiça seletiva, xenofobia, racismo. O cenário apresentado em Tempos de violência – brutalidade, contravenção, estupro e suicídio no interior paulista do início do século XX, quinto livro do historiador Edson Fernandes, muito diz sobre a conjuntura atual do país, embora o autor tenha mergulhado nas duas primeiras décadas do século XX. Sua pesquisa tem como base inquéritos policiais da Comarca de Bauru e envolve fatos ocorridos entre 1903 e 1924, numa vasta área conhecida como centro-oeste paulista.

Tempos de violência expõe o que a História tradicional costuma varrer para baixo do tapete, o lado obscuro de uma sociedade que, em meio à urbanização acelerada (e desordenada), celebrava as conquistas da modernidade – a chegada do trem, o telefone, a luz elétrica.

Também chama a atenção o número de pessoas que atentavam contra a própria vida e o grande número de crimes contra a mulher, que na maioria das vezes eram soterrados por atenuantes para os criminosos, homens de bem.

Assim, este livro permite traçarmos inúmeras conexões entre a realidade pretérita da cidade, de um século atrás, e o momento em que vivemos, assolado pelo aumento exponencial do número de armas em circulação, pelo escancaramento dos preconceitos e pela naturalização da barbárie.


 

E-BOOK - TEMPOS DE VIOLÊNCIA - Edson Fernandes

R$ 20,00 Preço normal
R$ 0,00Preço promocional
  • Edson Fernandes é doutor em História e, nos últimos anos, tem desenvolvido pesquisas relacionadas à ocupação e povoamento da região centro-oeste do Estado (antiga Província) de São Paulo, incluindo os conflitos com a população indígena que habitava o território e a criação de vilas e povoados entre o final do século XIX e o início do século XX. Além de artigos em revistas especializadas, é autor de Lençóis Paulista conta sua história (coautoria com Cristiano Guirado, 2008), Uma vila no sertão: Lençóes, século XIX (2011), Histórias incomuns (2014) e Fronteira infinita: índios, bugreiros, escravos e pioneiros na Bahurú do século XIX (coautoria com Luís Paulo Domingues, 2018).